Planejamento de casamento: o que levar em consideração 04/04/2019

O pedido de casamento é de longe um dos momentos mais felizes de nossas vidas! Finalmente podemos nos juntar para o resto da vida àquela pessoa que tanto amamos. Mas, como não poderia ser diferente, também dá início a uma série de preocupações e etapas que precisamos seguir para que efetivamente a cerimônia aconteça conforme sonhamos.

Como o planejamento do casamento não é uma tarefa fácil, exige várias decisões e um cronograma bem delimitado, separamos algumas dicas de como se preparar. Confira a seguir!

Procure ajuda profissional

Convenhamos, quando começamos a planejar um casamento, não sabemos muito qual o primeiro passo, como entrar em contato com o buffet, quem seria ideal filmando e fotografando, entre outras várias coisas que o evento envolve.

Quando procuramos a ajuda de um cerimonialista (ou assessoria de casamento) que entenda e tenha prática no assunto, as decisões ficam muito mais facilitadas. Isso porque esse tipo de profissional está tão acostumado a planejar as cerimônias, que já conhece todos os fornecedores confiáveis da região e com os melhores preços. Se por um lado é um custo a mais, pode significar economia nos orçamentos que os noivos terão que pedir.

Escolha a data ideal

Todo o planejamento girará em volta da data que os noivos irão escolher para o evento. Considere que cada estação tem a sua particularidade e, dependendo da distância de tempo até a data, o cronograma pode ser mais ou menos folgado para as atividades necessárias.

Um casamento no inverno é diferente de um que acontece no verão, devemos levar em consideração o tempo, uma possível chuva, qual a aparência que queremos nas fotografias e outros aspectos práticos da organização.

A data também influenciará diretamente na licença de casamento dos noivos, pois assim já é possível prever quando precisarão da folga, fazer um aviso prévio em ambas empresas e, de repente, planejar a lua de mel.

Fora isso, a agenda dos profissionais envolvidos e o local da cerimônia também dependerá diretamente do dia escolhido porque pode ser de já ter essa data reservada para outro evento, então é necessário se antecipar nessa etapa.

Estilo do casamento

O estilo do casamento é um fator muito importante pois representa os noivos e contextualiza a história dos dois. Ele irá nortear os aspectos de decoração, vestimenta e até mesmo o cardápio.

Por exemplo, um casamento rústico possui uma decoração com mais elementos quentes, madeira, velas e objetos antigos. Combina muito com um casamento no outono e inverno.

Já um casamento na praia, por ser em um ambiente aberto e muitas vezes quente, precisa estar preparado para uma possível chuva, ter cobertura, as roupas devem se adequar a ele, assim como o cardápio, pois irá resistir a uma temperatura maior. Geralmente, esse tipo de casamento é adequado na primavera.

Lista de convidados

Com a data e estilo em mãos, o próximo passo é saber o tamanho que o casamento de vocês irá ter. Essa dimensão será definida com base no número de convidados que vocês irão ter.

O momento de montar a lista é extremamente delicado pois o número é restrito para os dois, mesmo querendo ter todas as pessoas possíveis nesse grande dia, e envolve a família de ambos. Sempre tentem dar prioridade para as pessoas mais importantes, próximas e aplicar a mesma regra para a lista.

Isso irá delimitar o tamanho do gasto que os noivos terão, o local e todos os outros fornecedores.

Faça sua lista de casamento no Shibata Casa & Presentes!

Orçamentos e fornecedores

Após alinhar os pontos acima, com as informações em mãos e auxílio de um profissional ou assessoria de casamento, o próximo passo do planejamento é fazer orçamentos e procurar fornecedores para cada detalhe do casamento.

Nesse ponto, podemos citar local (igreja e salão, ou fazenda, chácara, etc), buffet, doces finos e bolo, música (DJ, banda e equipamentos), fotografia, maquiagem e cabelo, papelaria, decoração e iluminação, flores e local. Importante começar o quanto antes, isso irá ajudar a facilitar as condições de pagamento de cada um deles. Quanto mais em cima da data, menos conseguimos negociar o pagamento e quebrá-lo em partes.

Uma dica é trazer os fornecedores que irão exigir um gasto mais pesado para o início (e assim conseguir quebrá-lo em algumas vezes), como o, e os mais tranquilos para o final.

Pessoas envolvidas

Os casamentos estão cada vez mais modernos e muitas das tradições acabaram caindo por terra. Mas algumas delas ainda continuam em vigor, como a escolha dos padrinhos, damas e pajens.

Quando envolvemos outras pessoas, é de bom tom planejar quando essas pessoas serão avisadas do seu convite. Os padrinhos e madrinhas, por exemplo, precisarão procurar as suas roupas para o casamento e, muitas das vezes, com as cores que o casal escolheu. Coloque no seu planejamento para avisar por volta de seis a quatro meses antes do casamento.

Roupa dos noivos

Como dito anteriormente, os convidados precisam de um tempo para conseguir montar o seu look. Para os noivos a regra é a mesma! Primeiro vocês precisarão decidir se irão comprar, mandar fazer ou alugar a roupa. Com base nessa decisão, poderão procurar a roupa no momento certo.

Se a noiva preferir mandar fazer o vestido, pesquise o profissional e peça no mínimo quatro meses antes do casamento, pois irá precisar fazer provas e isso pode levar tempo.

São vários detalhes que estão inclusos no planejamento do casamento e é normal entrar em desespero em vários momentos até a data do grande dia. Mas mantenham a calma! O mais importante é estarem alinhados e tomarem todas as decisões em conjunto para que represente o amor de vocês da melhor forma possível.

Lembrou de mais alguma decisão importante? Conta pra gente nos comentários!